Aproveitamento de Água da Chuva e Reuso de Aguas Cinzas

Tendo em vista a escassez de água potável no mundo e grande quantidade desperdiçada diariamente; surgiu o processo de captação de água da chuva para o abastecimento de água não potável nas edificações, sistema que, além de preservar o meio economiza dinheiro.

Para um correto funcionamento do sistema, se faz necessário um planejamento que conste do projeto de construção ou reforma da casa ou do edifício. Para isso, levam-se em conta desde a área da cobertura até o índice pluviométrico da região, sem deixar de lado um bom estudo da quantidade necessária de água consumida no imóvel.  Com isso, dependendo do gasto médio da edificação, o proprietário já consegue resgatar o investimento.

Tanto casas quanto prédios já construídos aceitam sistemas de aproveitamento (em condomínios, rateia-se o custo do projeto e dos equipamentos). Às vezes é necessário mexer no telhado e nas instalações hidráulicas (para usar a água em descargas). Além disso, o sistema requer espaço para a instalação da cisterna subterrânea ou sobre o solo. Segue abaixo o sistema de captação e abastecimento do sistema.

  • Sistema de captação e distribuição da água chuva na edificação:agua

O sistema de captação e distribuição da água coletada consiste em: coletar a água da chuva (proveniente de telhados e lajes), filtra-la e leva-la a um reservatório inferior, geralmente enterrado. Por conseguinte uma bomba leva a água para uma segunda caixa d’água, a partir da qual é feita a distribuição para os pontos desejados: geralmente utilizados em torneiras de jardins, sanitários e lava roupa. Existem também alguns tipos de filtros que se adaptam às calhas e aos condutores já existentes na construção. Mas é importante lembrar que essa água nunca deve se misturar àquela fornecida pela rede pública, que é potável. Ela requer reservatório e encanamento próprios.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) criou uma regra (NBR 15527) para tornar o processo mais seguro: só se pode reaproveitar a água captada em coberturas, nunca utilizar água proveniente de pisos. Inclusive não é indicado bebê-la ou usá-la no banho.

Além da água da chuva, as águas cinza provenientes de banheiros ou chuveiros, por exemplo, também podem ser reutilizadas. O sistema de funcionamento é basicamente o mesmo do uso de águas pluviais, ainda que os filtros e os métodos de filtragem podem variar, o funcionamento é muito parecido e com isso a água cinza é recolhida,  filtrada e reaproveitada nos jardins ou sanitários.

Veja também:  Ventilação Cruzada